11 de maio de 2014

Vikings

O seriado Vikings encerrou sua segunda temporada e se prepara para a terceira. Narrando a história do lendário Ragnar Lodbrok o seriado vem repercutindo boas críticas no meio televisivo. O canal History apostou em um formato mais comercial contendo romance e com barbáries violentas, mas modestas se comparadas à destruição causada pelos Vikings no século VIII enquanto invadiam a Europa. O pioneiro das invasões vikings, segundo registros históricos como a obra Gesta Danorum (Feitos dos Dinamarqueses em latim) escrito no século XII pelo historiador medieval Saxo Grammaticus, foi o próprio Lodbrok e teve início no famoso saque a Lindisfarne, retratado no segundo episódio e descrito pela primeira vez por Ahmad Ibn Fadian, tendo como data provável o ano de 793 d.C.

Ragnar Lodbrok
Ragnar, interpretado por Travis Fimmel, pode nem ter existido de fato, os relatos de suas sagas estão descritas nos livros Ragnars saga Loðbrókar e Ragnarssona þáttr que por sua vez se inspiraram na tradição oral do povo nórdico. Historiadores não chegaram a um consenso em relação a sua existência nem tão pouco a de seus filhos, que podem ter existido sem que fossem irmãos de sangue. Os feitos de Lodbrok se confundem com os de outros vikings históricos, motivo que questiona sua real identidade. Foi rei da Suécia e Dinamarca entre os séculos VIII e IX e segundo a lenda era descendente de Odin, o temido pai de Thor. Seus filhos foram ilustres governantes nórdicos, entre eles destacam-se Ivar Boneless, Björn Ironside, Halfdan Ragnarsson e Sigurd Snake-in-the-Eye.

Ragnar e Björn
Não sabemos até que ponto a série retratará a família de Ragnar e nem a veracidade dos fatos abordados em prol da licença artística, por exemplo, o monge Athelstan (George Blagden) é considerado o primeiro rei da Inglaterra e pioneiro em traduções de manuscritos latinos, no seriado ele foi capturado pelos vikings e não possui descendência nobre, foi designado pelo rei Egberto de Wessex a traduzir os documentos deixados pelos romanos, o que caminho paralelamente aos acontecimentos reais. O que torna-se interessante contra spoilers históricos. Caso a série siga os caminhos da história ainda teremos inúmeras batalhas protagonizadas por seus filhos que são conhecidos por invadir a França e conquistar toda a ilha da Bretanha. A influência dos vikings na cultura da Grã-Bretanha é vista até os dias de hoje, principalmente na Escócia e Irlanda.


Entre os destaques do seriado está o filho de Stellan Skarsgård, Gustaf, que vive o personagem Floki um hábil construtor naval e amigo pessoal de Ragnar. A bela Katheryn Winnick vive a primeira esposa de Lodbrok Lagertha conhecida como a “donzela do escudo”. Alexander Ludwig vive Björn Ironside e Clive Standen é Rollo, irmão de Ragnar. Na primeira temporada tivemos o excepcional Gabriel Byrne, vencedor do Globo de Ouro por seu trabalho em In Treatment interpretando earl Haraldson e Jessalyn Gilsig como sua esposa Siggy. O criador Michael Hirst prepara agora a terceira temporada e para quem conhece a história dos Vikings sabe o que pode esperar, será que veremos a Águia de Sangue novamente?

Confira o trailer da segunda temporada:

Que o cinema esteja com vocês!


Vikings (2013– ) on IMDb