1 de fevereiro de 2013

Top 10 – Animação 3D


Sempre fui um entusiasta em relação a animações, mas não sou de fazer listas, porém decidi criar minha primeira lista cinematográfica. Seguem os 10 filmes de animação que mais me chamaram a atenção. Aos leitores proponho que criem suas próprias listas no campo dos comentários, certamente esqueci muita coisa boa, o que é natural em praticamente toda listagem, as nuances individuais estão presente em nossas escolhas de forma singular para cada um de nós.

Meu Malvado Favorito
10º lugar – Meu Malvado Favorito (2010) – A criatividade do roteiro é o ponto forte do filme. Primeira animação da Universal Pictures conta a história de Gru, um vilão de tempos futuros que tem a ambição de roubar a Lua, tudo se complica quando três garotinhas cruzam seu caminho. Andrew Adamson assina o roteiro, que contou com a mesma criatividade de Shrek (2001) também assinado por ele. O filme foi o grande vencedor do Oscar de melhor animação de 2011. A cena de destaque é quando Gru descobre que roubaram as Pirâmides do Egito e chama seus auxiliares para contar seus planos e elevar suas conquistas, ele diz que o ano foi muito produtivo, roubaram a Estátua da Liberdade, mas quando todos irrompem em gritos e aplausos ele interrompe dizendo que foi “a pequenininha, de Las Vegas”.

Rango
9º lugar – Rango (2011) –Com a mesma excentricidade dos personagens de Johnny Depp e o Humor de Gore Verbinski (Piratas do Caribe), Rango é um clássico sobre busca de identidade. Vencedor do Oscar de melhor animação em 2012, a história retrata um camaleão domesticado que vive apenas da ilusão que cria ao redor de seus sonhos, o maior deles é tornar-se ator. Após um acidente ele cai em uma rodovia no meio da estrada na qual a trama excêntrica se inicia. A premissa de um camaleão com crise de identidade dá vida a uma série de questionamentos, somos mesmo tão transparentes e homogêneos como parecemos? Destaque para a cena em que Rango descreve como matou sete irmãos com apenas um tiro, que nos remete aos westerns de Sergio Leone.

A Era do Gelo 3
8º lugar - A Era do Gelo 3 (2009) –Terceira parte das aventuras de Manny, Sid e Diego pela era do gelo, foi o último dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha. Nessa aventura eles encontram os dinossauros e Buck, uma doninha que ficou maluca após a convivência com os seres gigantes. Tudo começa quando Sid encontra três ovos de dinossauros e resolve criá-los como seus filhos, quando a mãe os encontra ele é levado com eles para um mundo subterrâneo repleto de dinossauros, Manny, Diego, Ellie e os gambás Crash e Eddie seguem em busca de Sid. Destaque para a cena em que Scrat encontra Scratita e se apaixona, entre a noz, o casamento e a liberdade Scrat se vê diante de uma grande indecisão.

Monstros SA
7º lugar – Monstros S.A. (2001) – A divertida história de James P. Sullivan (John Goodman) e Mike Wazowski (Billy Cristal) que trabalham em uma empresa de energia gerada através do grito dos humanos é hilária. Em uma sequência de trapalhadas e topadas com monstrengos charmosos, Monstros S.A. foi uma febre e prova de que a Pixar não estava de brincadeira. A trilha sonora foi assinada por um colaborador de longa data do estúdio, Randy Newman, vencedor do Oscar de melhor canção original neste filme e também em Toy Story 3. Está prevista para 2013 a continuação de Monstros S.A., que será focada na convivência de Mike e Sullivan durante a faculdade, antes de se tornarem colegas de trabalho. Destaque para os erros de gravação que surgem após os créditos.

Madagascar 2
6º lugar – Madagascar 2 (2008) – Sem dúvida é o mais bem humorado da trilogia Madagascar. Na África Alex, Marty, Melman, Glória e a turma dos pinguins tocaram o terror nos animais e nos humanos. Tentando voltar para Nova Iorque os pinguins conseguem um avião que cai logo após decolar, os polegares (macacos) são escalados para ajudar no conserto do avião. Eles conhecem o Rei Julien e Maurice, seu fiel escudeiro que fariam parte da turma a partir de então. A cena mais divertida dá-se no momento da decolagem com os pinguins tentando controlar a pane do avião, o modo como utilizam o manual de instruções da aeronave e a descrição da pane é singular e genial.

Kung Fu Panda
5º lugar – Kung Fu Panda (2008) – No mesmo ano de 2008 era lançado a fenomenal história de um panda que sonhava em ser lutador de kung fu. Na cerimônia de escolha do Dragão Guerreiro estavam presentes os Cinco Furiosos, os favoritos, mas a sabedoria de Oogway se mostra maior do que o entendimento racional e em decorrência de acontecimentos um tanto quanto questionáveis temos um belíssimo filme de animação divertido e despojado. Com a inconfundível dublagem de Jack Black, que interpreta o panda Po, o filme foi indicado ao Oscar de melhor animação de 2009. Quase todas as cenas do filme são incrivelmente insanas e engraçadas, improváveis seria a mais adequado. Destaco o momento em que Po sobe a escada rumo à cerimônia do novo Dragão Guerreiro.

Shrek
4º lugar – Shrek (2001) – Shrek revolucionou, não apenas os roteiros de animação, mas também os filmes de comédia. Pode ser um arroubo de juventude, mas foi um dos filmes que mais me fez rir na época do lançamento. Andrew Adamson escreveu o roteiro que ajudou o filme a levar o Oscar de melhor animação de 2002, foi a primeira vez que esse gênero foi premiado pela Academia. Com dublagem do saudoso Bussunda, Shrek, o Burro e Fiona protagonizaram uma aventura por um conto de fadas “lado B”. A aventura começa quando Lorde Farquaad expulsa todas as criaturas para o pântano de Shrek, cuja solidão era é a maior alegria, para se ver livre de todos aqueles animais e seres fantásticos dos contos de fada, Shrek sela um acordo com Farquaad e ruma em busca da mulher de seus sonhos, Fiona, que ficava aprisionada em um castelo guardado por um dragão. A melhor parte do filme é quando Fiona idealiza seu príncipe encantado que chega para salvá-la, de repente entra em cena um ogro desajeitado e bruto que a pega pelas pernas sem a menor cerimônia, desconstruindo toda a arquitetura dos contos de fada.

Up
3º lugar – Up – Altas Aventuras (2009) – Dirigido por Pete Docter (Monstros S.A.), Up não é um filme totalmente “comédia” como a maioria das animações, possui um denso drama visível na vida de Carl Fredericksen, personagem inspirado em Spencer Tracy e Walter Matthau. Vencedor de dois óscares (melhor animação e melhor trilha sonora) e com indicação para o prêmio principal de melhor filme foi a segunda vez na história que um filme de animação recebe tal menção. Não consigo esconder minha predileção pelos filmes da Pixar e com Up não é diferente. O emocionante roteiro aborda a vida de Fredericksen que idolatrava Charles Muntz, antigo explorador que encontrou um fóssil gigante no Paraíso das Cachoeiras na Venezuela, local inspirado no Monte Roraima e em Salto Ángel a maior catarata do mundo localizada na Venezuela. Paixão esta compartilhada pela esposa de Carl que sonhava em conhecer e morar no Paraíso das Cachoeiras. Viveram a vida toda alimentando este sonho, economizando para a viagem e planejando os detalhes. A melhor cena do filme (que só de lembrar mareja meus olhos) é o momento em que Carl abre o álbum de fotos que seria preenchido por fotos da viagem dele com sua mulher, a leveza e serenidade dessa cena entra em choque com a densidade de sentimentos que representa, a ótima trilha sonora de Michael Giacchino nos arrebata neste instante e transforma o clima em algo surreal. Dublado por Chico Anysio, Karl torna-se ainda mais inesquecível.

2º lugar – WALL-E (2008) – Um dos filmes mais brilhantes e incríveis dos últimos tempos. Figura em primeiro lugar na lista da Time dos Melhores Filmes da Década (entre 2000 e 2009). Com direção de Andrew Stanton e história em colaboração com Pete Docter, WALL-E aborda uma questão, ainda que indiretamente, muito pertinente em nossos dias: o valor que damos a cada coisa. Em uma das cenas o pequeno e simpático robô encontra uma caixa com um anel de diamantes, seus olhos metálicos brilham pelo achado que lhe parece muito valioso, mas ao contrário do que podemos imaginar ele joga o anel longe e se deleita com a caixa, ela seria útil para ele, ao contrário do anel, inútil para alguém que não possui dedos. WALL-E é um robô coletor de lixo, os humanos deixaram a Terra e vivem a bordo da nave Axiom, com isso ele é a única criatura de nosso planeta. Certo dia ele conhece EVA um robô elegante destinado a encontrar alguma forma de vida na Terra, WALL-E logo se encanta com EVA e protagoniza uma aventura celestial ao segui-la pelo espaço. O filme quase não possui falas, em sua maioria é composto por sons oriundos de robôs. Como tudo no mundo da Pixar a criatividade impera no roteiro e nas criações, cada um dos robôs possui suas peculiaridades e curiosidades muito bem pensadas e arquitetadas. Além da cena do anel de brilhantes, toda a sequência em que WALL-E tenta se aproximar de EVA é muito charmosa e envolvente, uma mistura de humor com romantismo que nos ganha e atrai facilmente. Juntamente com Up e com o primeiro colocado dessa lista, WALL-E é um dos filmes mais marcantes de minha vida!

Toy Story
1º lugar – Toy Story 1 e 3 (1995 e 2010) – Foi impossível conceber essa lista sem dividir o prêmio de primeiro lugar com esses dois fantásticos filmes! Pra começar o primeiro episódio da trilogia de Woody e Buzz foi o que deu origem e força à Pixar, que considero o estúdio mais criativo e inovador desde os tempos em que Walt Disney criavaversões animadas para os clássicos contos de fadas, depois pelo simples fato de ser o primeiro filme totalmente criado por computação gráfica, o que revolucionou a história das animações. O desfecho da trilogia é igualmente mágico e não tenho vergonha em admitir que chorei ao fim do filme. Praticamente cresci como o Andy, quando ele ganhou os brinquedos que o acompanhariam vida afora, eu ainda brincava e sonhava em ganhar um patrulheiro intergaláctico como o Buzz, ao ingressar na faculdade ele se viu na difícil posição de abandonar os brinquedos que lhe deram tantas alegrias e horas de diversão. Toy Story 1 ainda possui a singularidade de ter como produtor executivo ninguém menos que Steve Jobs. A Pixar acabara de ser adquirida por ele que injetou dinheiro do próprio bolso para que o filme fosse lançado. A belíssima canção You’ve got a friends in me composta por Randy Newman e Lyle Lovett foi indicada para o Oscar de melhor canção, ao todo Toy Story 1 obteve três indicações, na época ainda não era oferecido o prêmio para a melhor animação. O terceiro filme da franquia foi dirigido por Lee Unkrich, conhecido pelo segundo longa de Toy Story e também por Monstros S.A. e Procurando Nemo, o roteiro foi escrito por Michael Arndt (Pequena Miss Sunshine) e Andrew Stanton (WALL-E). Está entre as dez maiores bilheterias da história do cinema ultrapassando a marca de 1 bilhão de dólares em bilheteria, além de ser a animação mais rentável de todos os tempos. Foi indicado a cinco óscares levando o prêmio principal da animação (melhor filme) e melhor canção original para Randy Newman.

Pixar
Que os comentários façam justiça a esta lista (ou não) e que o cinema esteja com vocês!